Renovação

19 de setembro de 2020

Aonde queremos chegar?

Os processos de renovação bem sucedidos foram capazes de desenvolver uma «imagem do futuro» apelativa e fácil de comunicar. Por isso, uma comunidade que se decide a implementar a transformação espiritual e pastoral (Renovação Inadiável) precisa de definir a ‘sua’ visão pastoral. Sem ela, o fracasso está assegurado!
30 de junho de 2020

O cheiro das ovelhas

A evangelização, em qualquer circunstância, permanece a mesma: anunciar a boa notícia de Jesus Cristo. A pastoral não só pode mudar, como precisa de constante renovação. A evangelização contém sempre o mesmo bom odor de Jesus Cristo. A pastoral, porém, assume o cheiro próprio de cada uma das ovelhas.
2 de junho de 2020

Renovar a devoção

A imagética que acompanha uma grande maioria das imagens e devoções ao Coração de Jesus precisa de ser renovada, tendo em conta este compromisso em estar próximo de tudo o que habita o coração humano. Em especial, os sofrimentos de tantas pessoas, desempregados, doentes, idosos, abandonados, maltratados, emigrantes, e tantos outros com os quais se mostra solidário o Coração de Jesus e dos seus discípulos.
30 de maio de 2020

Presença (in)visível do Espírito

O Pentecostes celebra o nascimento da Igreja, mas também evoca a origem da vida. A ação criadora do Espírito Santo está sempre presente em toda a História da Salvação. O Espírito Santo dá novo sentido a todas as coisas. A presença invisível do Espírito pode ser percebida na visível presença da vida. Esta pode ser uma chave para reconhecer a presença (ausência) do Espírito Santo: onde há vida, aí habita Deus.
28 de maio de 2020

Recebei o Espírito Santo

Jesus Cristo volta a soprar sobre os discípulos, como Deus tinha insuflado o alento de vida na simbologia do (primeiro) ato criador. É a nova criação: «Recebei o Espírito Santo». Os primeiros discípulos, cheios do Espírito, venceram o medo, partiram corajosos a proclamar a alegria do Evangelho.
9 de maio de 2020

Quinto Domingo da Páscoa, Ano A

Somos ‘pedras vivas’, mesmo se as nossas estruturas estão de portas fechadas. O mistério e a vida da Igreja não se confinam ao seu espaço físico. Em casa, cada casal que eleva o coração para Deus, cada família que se reúne em nome de Jesus Cristo, formam um ‘templo espiritual’, onde se manifesta a presença do Senhor.
8 de maio de 2020

Corações ao alto

De repente, tudo ficou ainda mais fugaz. Primeiro, obrigados a fugir, a ficar ‘escondidos’ e limitados ao espaço da nossa casa. Estamos perturbados. Queremos uma solução. A nível pessoal e comunitário, não sabemos o caminho. Ainda estamos como Filipe à espera de uma solução mágica ou que outros façam o que nos compete para mudar de rumo em direção a Deus?
7 de maio de 2020

Não se perturbe o vosso coração

Ao sentir a pressão do medo e da incerteza, ficamos perturbados. Será que alguém vai encontrar uma solução? Na procura, podemos cair no erro de ‘ver’ apenas soluções terrenas. Será que temos fé nas palavras de Jesus? Tu continuas a dizer-nos: «Não se perturbe o vosso coração»!
5 de maio de 2020

Caminhos novos

A paragem radical em todas as atividades litúrgicas e pastorais, pode ser favorável à tomada de decisões, ainda que seja útil a prudência quanto à forma de as implementar. Bom princípio é ser sistemático, sem ser drástico. Aceitemos nas possibilidades que este tempo pode proporcionar à nossa vida pessoal e à nossa comunidade (paroquial), no presente e também no próximo futuro.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share