Reflexões dominicais

4 de junho de 2020

O amor de Deus

A Santíssima Trindade é expressão de amor e comunhão. Este é um dia para celebrarmos, com solenidade, a presença de Deus na nossa vida. Aceitemos iniciar, dar os primeiros passos como o recém-nascido. Vamos (re)começar a nossa relação com Deus!
28 de maio de 2020

Recebei o Espírito Santo

Jesus Cristo volta a soprar sobre os discípulos, como Deus tinha insuflado o alento de vida na simbologia do (primeiro) ato criador. É a nova criação: «Recebei o Espírito Santo». Os primeiros discípulos, cheios do Espírito, venceram o medo, partiram corajosos a proclamar a alegria do Evangelho.
21 de maio de 2020

Eu estou sempre convosco

Jesus Cristo não está nos anais da história como um defunto que é recordado pelo seus feitos. Está vivo, está connosco. Ele interessa-se por nós, cuida de nós, sempre. Ressuscitado, não permanece apenas num lugar, mas ‘eleva-se’ para estar presente em todos os lugares da terra: «Eu estou sempre convosco até ao fim dos tempos».
14 de maio de 2020

Não vos deixarei órfãos

O cristão não esmorece na esperança. Não deixa que o medo lhe roube a esperança! O Ressuscitado não nos deixa órfãos, não nos abandona. Pelo Espírito que habita em nós, podemos aclamar o Senhor que nos livra do medo. Pelo Espírito que habita em nós, podemos dar testemunho da nossa fé.
7 de maio de 2020

Não se perturbe o vosso coração

Ao sentir a pressão do medo e da incerteza, ficamos perturbados. Será que alguém vai encontrar uma solução? Na procura, podemos cair no erro de ‘ver’ apenas soluções terrenas. Será que temos fé nas palavras de Jesus? Tu continuas a dizer-nos: «Não se perturbe o vosso coração»!
30 de abril de 2020

Que havemos de fazer?

A vida não voltará a ser a mesma. «Que havemos de fazer?». A pergunta ecoa, entre nós, nesta época pascal. É hora de renovação! É preciso recuperar a «abundância» prometida por Jesus Cristo! Não te contentes com o mínimo, o necessário para (sobre)viver. Deseja, antes, uma vida plena, vida em abundância.
23 de abril de 2020

Os caminhos da vida

O desânimo e a tristeza podem dar lugar ao entusiasmo e à alegria? Sim, mas não temos uma solução mágica. Redescobrir a presença do Ressuscitado permite recordar os acontecimentos e perceber o quanto já «ardia o nosso coração». Deixamos de ser resignados ou revoltados, para viver como ressuscitados. Nunca sozinhos!
16 de abril de 2020

A paz esteja convosco

A tarde daquele primeiro dia volta a transformar o medo em alegria. Jesus Cristo vem escancarar as portas do nosso coração, em especial quando nos encontramos «com medo», inseguros quanto ao futuro. Ele repete: «A paz esteja convosco».
9 de abril de 2020

Anunciar as obras do Senhor

A escuridão da morte dá lugar à luz da vida. A Páscoa tudo envolve com uma intensa luz, a começar pelas mulheres, as primeiras discípulas, passando por Pedro, João e todos os outros, por Paulo e pelas primeiras comunidades cristãs, de geração em geração, até ao nosso tempo, até ao fim dos tempos.