Reflexões breves

28 de março de 2020

Uma só coisa é necessária

Jesus Cristo é capaz de se emocionar e de chorar perante a desgraça humana: mostra-nos o rosto humano do Deus da vida. E é capaz de transformar, como enviado do Pai, o mal em bem, o pecado em bondade, a morte em vida. A ação gratuita de Deus, tantas vezes revelada nas palavras e nos gestos de Jesus Cristo, espera uma resposta generosa: confiar.
24 de março de 2020

Regenerar a sociedade

A renovação tem início concreto num anúncio feito a uma jovem de Nazaré. Anúncio que é também proposta que precisa de consentimento. Não se impõe. Este é (sempre) o caminho de Deus. Jamais interfere na nossa liberdade. Não admira, por isso, que Maria tenha ficado «perturbada». A sua resposta tem a capacidade de influenciar o curso da História.
21 de março de 2020

Felizes diante de Deus

Nós sabemos rezar muito bem, quando pedimos coisas e também quando agradecemos ao Senhor, mas a oração de louvor é um pouco mais difícil para nós. Aprendemos a louvar, quando fazemos memória das coisas que o Senhor fez na nossa vida. A memória agradecida torna-nos felizes diante do Senhor.
17 de março de 2020

Qual é a melhor oração?

Todos precisamos de pensar a oração como ‘tratar de amizade’ com Aquele que nos ama. Aquela que é possível fazer em cada momento, ainda que óbvia, é a resposta válida à questão sobre o conteúdo da oração. Agora, como sempre, o melhor é nunca deixar de rezar.
14 de março de 2020

Habitados pela presença de Deus

Não há férias, nem suspensão da nossa relação com Deus e com os outros. A ‘quarentena’ forçada aponta para uma Quaresma de conversão ao Evangelho, e para a proximidade de uma Páscoa de renovação e de vida nova. A interrupção das nossas rotinas há de ser acolhida como oportunidade para um novo hábito, tantas vezes relegado para um futuro sempre adiado.
7 de março de 2020

Escutar a voz que ressoa no silêncio

O plano de Renovação Inadiável, vinculado como está ao desejo de experienciar a presença de Deus, convida a implementar uma cultura paroquial de oração e adoração (eucarística). Não se trata apenas de promover alguns (novos) momentos, mas que a oração seja a atmosfera que envolve toda a dinâmica pessoal e comunitária.
3 de março de 2020

Sede de mais

A vida espiritual não se apresenta como um objetivo a alcançar, mas como uma viagem, um processo dinâmico ao longo da nossa existência. O critério não é medir, mas aprofundar. Não é uma tentativa de aferir onde cada um se encontra para classificar em bom ou mau, mas aceitar que é sempre possível abrir-se um pouco mais à presença divina.
29 de fevereiro de 2020

Novo ponto de partida

A mudança de perspetiva, do ponto de chegada para o ponto de partida, faz toda a diferença. A estratégia passa por resfriar a inicial vontade de alcançar resultados, para permitir a tomada de consciência da real situação, sem medo de acolher o presente. É no ponto de partida, e não na meta, que se hão de ancorar os objetivos.