contemplação

31 de julho de 2020

Contemplar

O relato do evangelho é mais do que um gesto maravilhoso. É a prova de que nada nem ninguém nos pode separar do amor de Deus (como lembra a Carta aos Romanos). Os cinco pães e os dois peixes são a matéria visível desse maior alimento (invisível): o amor.
30 de julho de 2020

Ficaram saciados

A boa notícia deste Décimo Oitavo Domingo (Ano A) é a confirmação do amor divino que, desde sempre, alimenta o seu povo: «Abris as vossas mãos e todos saciais generosamente». É o próprio Deus quem garante nos cumular a todos com os seus dons.
13 de junho de 2020

Amar com todo o coração

A vida espiritual apoia-se na força que brota da eucaristia. Somos convidados a reconhecer, diante do pão consagrado, uma «nudez desarmante». É tal ‘desproporção’ que faz despontar uma atração, uma forma de adoração silenciosa que «gera o espaço propício e o ritmo necessário para a palavra criadora, para o gesto fecundo».
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share