Amar

17 de novembro de 2020

Começa nos mais próximos

O amor fraterno começa com aqueles que estão sempre ao nosso lado, em casa, na rua, no trabalho, na escola, no quotidiano. O mesmo se passa nas comunidades paroquiais. Comecemos pelos que estão connosco, pelos vizinhos, pelos membros do grupo, também os que são diferentes de nós. A diferença acolhida com amor fraterno deixa de ser um distanciamento para ser mútuo enriquecimento.
24 de outubro de 2020

Trigésimo Domingo, Ano A

A palavra de Deus coloca-nos diante do essencial: o imperativo do amor. Assim se expressa o maior mandamento da Lei: «Amarás». O exemplo vem do próprio Deus, fonte e meta do amor.
23 de outubro de 2020

A caridade dá que fazer!

O amor a Deus e ao próximo tem mais possibilidades de germinar e frutificar em nós, quando, de coração agradecido, reconhecemos que somos amados, sempre e desde sempre. Isto enche-nos de paz e de alegria, invade-nos de um desejo profundo de testemunhar o amor. Há, portanto, um mandamento prévio ao amar a Deus e ao próximo: deixar-se amar por Deus.
22 de outubro de 2020

Amarás

A palavra de Deus deste Trigésimo Domingo (Ano A) coloca-nos diante do essencial: o imperativo do amor. Assim se expressa o maior mandamento da Lei: «Amarás». Primeiro, em grau e não em ordem, o amor a Deus. Depois, ser «exemplo para todos os crentes» supõe o amor aos irmãos.
3 de outubro de 2020

Vigésimo Sétimo Domingo, Ano A

A vinha continua a ilustrar a maravilhosa história testemunhada em toda a Escritura. «Um cântico de amor» descreve a relação de Deus com o seu povo, como a de um dedicado vinhateiro com a sua vinha: «lavrou-a e limpou-a das pedras, plantou-a de cepas escolhidas».
2 de outubro de 2020

Amor com amor se paga

Diz um adágio que ‘amor com amor se paga’. Que a nossa ‘paga’ ao amor divino seja uma vida de conversão pessoal e comunitária. A caridade está no centro da mensagem cristã. Precisamos de apostar numa cultura da caridade que seja mais do que uma questão de circunstância, que vá para além de uma assistência ocasional.
1 de outubro de 2020

Um cântico de amor

A vinha continua a ilustrar a maravilhosa história testemunhada em toda a Escritura. «Um cântico de amor» descreve a relação de Deus com o seu povo, como a de um dedicado vinhateiro com a sua vinha. O desejo divino de a todos salvar une-se à conversão do nosso coração.
19 de setembro de 2020

Vigésimo Quinto Domingo, Ano A

Deus toma a iniciativa de vir ao nosso encontro e a todos oferecer o seu amor. Ele quer-nos assim, à sua imagem e semelhança, sempre disponíveis para amar e perdoar. Por isso, continua «a contratar trabalhadores para a sua vinha: [...] Ide vós também para a minha vinha».
18 de setembro de 2020

Inveja e murmuração

A inveja e a murmuração destroem a comunidade. São uma janela aberta para a entrada do mal, uma barreira ao amor e ao perdão. São um veneno que divide a comunidade. O Papa Francisco não se cansa de alertar para estes dois grandes males pessoais e comunitários.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share