Amor

18 de setembro de 2020

Inveja e murmuração

A inveja e a murmuração destroem a comunidade. São uma janela aberta para a entrada do mal, uma barreira ao amor e ao perdão. São um veneno que divide a comunidade. O Papa Francisco não se cansa de alertar para estes dois grandes males pessoais e comunitários.
11 de setembro de 2020

Perdoar 70×7

A comunidade cristã toma como fonte inspiradora o comportamento divino: «Não está sempre a repreender, nem guarda ressentimento. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos castigou segundo as nossas culpas». É um salto de qualidade que supera a rigidez da justiça humana e a dureza inflexível da vingança para mergulhar na dinâmica do perdão.
5 de setembro de 2020

A bússola da vida

A caridade é a essência divina (Deus é amor; Deus é misericórdia), está entre as três maiores virtudes, constitui o centro do Evangelho, configura a nossa identidade de batizados e ressuscitados, precisa de ser a bússola que nos orienta em todos os momentos, o rosto dos nossos estilos de vida. Vamos implementar uma ‘cultura da caridade’ que veja mais além das assistências ocasionais ou das campanhas esporádicas de donativos!
4 de setembro de 2020

Correção fraterna

Deus criou o ser humano para a fraternidade e o amor. E convida-nos a ser guardiães dos nossos irmãos. Por isso, na comunidade cristã, todos somos custódios uns dos outros, certos de que a presença de Jesus Cristo ocupa o centro da fraternidade: «onde estão dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles». Sem isto não é possível entender a proposta evangélica de correção fraterna.
3 de setembro de 2020

Estou no meio deles

O Vigésimo Terceiro Domingo (Ano A) convida a refletir sobre a dinâmica que há de presidir à vida comunitária. Cada membro da comunidade assume a missão de ser apóstolo do amor fraterno. Para aprimorar a vida em comunidade e promover a perfeição evangélica, o Mestre propõe a correção fraterna. Eis uma prática a redescobrir!
22 de agosto de 2020

A qualidade do testemunho

Se a vida cristã é uma vida triste, se o anúncio do Evangelho é uma coisa sisuda, algo está mal nesta vida e no anúncio. Neste sentido, o gozo e a alegria, resultado da atuação do Senhor nas nossas vidas, pode ser um bom barómetro para medir o grau de acolhimento do Espírito Santo e a qualidade do nosso testemunho.
18 de agosto de 2020

O rosto de Deus no quotidiano

A transcendência não se realiza para cima, mas para dentro: o amor é o sacramento da presença de Deus; está presente quando agimos por amor. Com a minha vida, começo já a partilhar esse amor com os outros, com cada homem e cada mulher, que considero meus irmãos; dessa forma é antecipação da Vida, com maiúsculas, onde o amor será a única porta de entrada possível.
4 de agosto de 2020

A mesa e a missa

A missa é um aspeto essencial da refeição eucarística: não é para ficar sentado, mas para sair ao encontro dos outros e lhes anunciar a mesma boa nova vivida ao redor da mesa. Vivemos dentro da eucaristia o que queremos levar pelo mundo fora. O amor entre nós, cristãos, é para ser testemunhado a todos, em todos os lugares e circunstâncias. A mesa da eucaristia exprime a fraternidade universal.
31 de julho de 2020

Contemplar

O relato do evangelho é mais do que um gesto maravilhoso. É a prova de que nada nem ninguém nos pode separar do amor de Deus (como lembra a Carta aos Romanos). Os cinco pães e os dois peixes são a matéria visível desse maior alimento (invisível): o amor.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share