Menino Jesus

31 de dezembro de 2020
Festa entre amigos

Abençoado

O ano, como a vida, começa com uma bênção. Uma bênção que procede de Deus para chegar aos corações: presença e proteção, favor e paz. Para o cristão, qualquer referência de vida começa e culmina em Deus. Ele é a origem e a meta da existência humana.
26 de dezembro de 2020
Criança ao colo da mãe

Deus acampou entre nós

O primeiro olhar pode ser o início de um grande amor. Onde há amor, há um olhar! Sem dúvida que o modo como olhamos condiciona os pensamentos, influencia a qualidade da nossa vida. O Natal é a festa do humano. Do humano, mas a partir do olhar de Deus. Deus olha a partir daqueles que nos parecem menos humanos, aqueles e aquelas a quem tantas vezes excluímos da festa da humanidade.
22 de dezembro de 2020
Manjedoura do presépio

A noite que é amanhecer

A noite de Natal une o humano com o divino, une o divino com o humano. Numa só pessoa. Ao unir o divino com o humano, une-nos uns aos outros. Ao fazer-se carne, Deus diz-nos que a nossa condição humana é dom maravilhoso. Deus revela o rosto oculto do seu ser: graça, amor, misericórdia, comunhão.
15 de dezembro de 2020

Acolher o sinal espiritual

A coincidência deste fenómeno, tão magnífico como incomum, em ano tão atípico seja uma oportunidade renovada para acolhermos o sinal teológico e espiritual da Estrela de Belém. Com o coração aberto ao assombro, contra todas as tentativas dos que pretendem empobrecer o sentido da vida, de olhos bem levantados, perceberemos a Estrela que nos guia desde o início e nos quer conduzir à meta.
3 de janeiro de 2020

Da esperança à alegria

A Epifania é a manifestação de Deus a «uns Magos». Vista na perspetiva daqueles homens, pode-se apelidar esse acontecimento de «Festa dos Magos» ou «Dia de Reis». Mas o mais importante é que Deus se dá a conhecer e, neles, dá-se a conhecer a todos os tempos e culturas, até hoje.