Comunidade

19 de setembro de 2020

Aonde queremos chegar?

Os processos de renovação bem sucedidos foram capazes de desenvolver uma «imagem do futuro» apelativa e fácil de comunicar. Por isso, uma comunidade que se decide a implementar a transformação espiritual e pastoral (Renovação Inadiável) precisa de definir a ‘sua’ visão pastoral. Sem ela, o fracasso está assegurado!
18 de setembro de 2020

Inveja e murmuração

A inveja e a murmuração destroem a comunidade. São uma janela aberta para a entrada do mal, uma barreira ao amor e ao perdão. São um veneno que divide a comunidade. O Papa Francisco não se cansa de alertar para estes dois grandes males pessoais e comunitários.
17 de setembro de 2020

Viver de maneira digna do Evangelho

Deus toma a iniciativa de vir ao nosso encontro e a todos oferecer o seu amor. Ele quer-nos assim, à sua imagem e semelhança, sempre disponíveis para amar e perdoar. Precisamos de converter os olhares e os corações para acolher os pensamentos e os caminhos de Deus: «Procurai somente viver de maneira digna do Evangelho de Cristo».
11 de setembro de 2020

Perdoar 70×7

A comunidade cristã toma como fonte inspiradora o comportamento divino: «Não está sempre a repreender, nem guarda ressentimento. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos castigou segundo as nossas culpas». É um salto de qualidade que supera a rigidez da justiça humana e a dureza inflexível da vingança para mergulhar na dinâmica do perdão.
5 de setembro de 2020

Vigésimo Terceiro Domingo, Ano A

O Vigésimo Terceiro Domingo (Ano A) convida a refletir sobre a dinâmica que há de presidir à vida comunitária. Para aprimorar a vida em comunidade e promover a perfeição evangélica, o Mestre propõe a correção fraterna. Eis uma prática a redescobrir!
4 de setembro de 2020

Correção fraterna

Deus criou o ser humano para a fraternidade e o amor. E convida-nos a ser guardiães dos nossos irmãos. Por isso, na comunidade cristã, todos somos custódios uns dos outros, certos de que a presença de Jesus Cristo ocupa o centro da fraternidade: «onde estão dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles». Sem isto não é possível entender a proposta evangélica de correção fraterna.
3 de setembro de 2020

Estou no meio deles

O Vigésimo Terceiro Domingo (Ano A) convida a refletir sobre a dinâmica que há de presidir à vida comunitária. Cada membro da comunidade assume a missão de ser apóstolo do amor fraterno. Para aprimorar a vida em comunidade e promover a perfeição evangélica, o Mestre propõe a correção fraterna. Eis uma prática a redescobrir!
27 de junho de 2020

O ‘terceiro’ elemento

O matrimónio entre dois cristãos não exprime um amor diferente daquele que pode acontecer entre outros casais que se amam, ainda que sem qualquer vínculo civil ou eclesial. Trata-se de uma diferente orientação do amor. Um casal cristão celebra o seu amor como um dom transformador de Deus. Neste casal há uma novidade, um ‘terceiro’ elemento sempre atento e disposto a conduzi-los para o amor divino.
16 de junho de 2020

A força de pertencer

A mudança acontece menos pela pregação ou pelo ensino e muito mais pela construção de relações de confiança e de amizade, através da atenção pessoal e da pertença. Os pequenos grupos surgem como uma ferramenta para fomentar a pertença, de modo que a comunidade se converta numa comunidade de comunidades. São essenciais para uma comunidade expressiva e uma paróquia saudável.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share