Discernimento

21 de novembro de 2020

Inteligentes e sensatos

O que distingue o sábio é a inteligência sensata, ou seja, o sábio é aquele que faz o discernimento na hora de pôr em prática os seus conhecimentos. Hoje, tempos de incerteza, mais precisamos de governantes e pastores com «um coração sábio e esclarecido», que, além de inteligentes (conhecimento), sejam sensatos (comportamento).
26 de setembro de 2020

Alcançar todas as periferias

O futuro da Igreja passa, como deseja o Papa, por apostar no discernimento sobre o caminho, conscientes de que «todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho».
16 de maio de 2020

Confiar na sorte

O Espírito Santo não atua de forma automática ou mágica. Atua sempre connosco e nunca sem nós. Não se pode confundir a ação do Espírito Santo com a espontaneidade e a improvisação. A sua ação está ligada ao nosso esforço e dedicação. Atua, mas através da procura, do empenho, da sensibilidade e da inteligência humana.
10 de dezembro de 2019

Qual é o melhor caminho?

O que está em causa é buscar o melhor para a comunidade (paroquial), vencer a resignação própria daqueles que não têm esperança. Implica considerar todas as vantagens e todos os inconvenientes, sem estar apegado a uma única possibilidade.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share