Missão

8 de setembro de 2020

Viver a missão com alegria e paixão

A alegria e a ação de graças, nestes tempos conturbados, podem-nos estimular a abrir o nosso coração à esperança, pois sabemos que Deus não abandona os seus filhos. Como diz Maria, Deus estende a sua misericórdia de geração em geração. Cada um de nós, impulsionado pelo Espírito Santo, pode viver a própria missão com esperança, com paixão, com fé generosa, com ardente caridade.
11 de agosto de 2020

Avaliação sobre a missão

O reconhecimento humilde das fragilidades «ajuda a centrar no essencial» e a «desprender daquilo que não interessa». O método do exame de consciência aplicado à vida comunitária contribui para perceber que podemos estar dominados por uma força paralisadora que induz «a não mudar, a deixar as coisas como estão, a optar pelo imobilismo e a rigidez e, assim, impedimos que atue o sopro do Espírito Santo».
4 de agosto de 2020

A mesa e a missa

A missa é um aspeto essencial da refeição eucarística: não é para ficar sentado, mas para sair ao encontro dos outros e lhes anunciar a mesma boa nova vivida ao redor da mesa. Vivemos dentro da eucaristia o que queremos levar pelo mundo fora. O amor entre nós, cristãos, é para ser testemunhado a todos, em todos os lugares e circunstâncias. A mesa da eucaristia exprime a fraternidade universal.
27 de junho de 2020

Décimo Terceiro Domingo, Ano A

Nesta ‘série’, propusemos (re)começar a relação de amizade com Deus. O ponto de referência não está do nosso lado, mas do lado do próprio Deus, que nos mostra, em si mesmo, a dinâmica do amor como doação gratuita e incondicional.
26 de junho de 2020

Acolhimento

O evangelho, quando fala de amar a Jesus Cristo mais do que ao pai ou à mãe ou aos filhos, não está a contrapor diferentes contextos de amor, no sentido de que seja necessário eleger um e recusar os outros. O que nos indica, por exemplo, é que ser cristão não baseia numa segurança familiar, numa tradição que recebida de forma passiva, que pouco ou nada impacta a nossa vida.
25 de junho de 2020

Perder a sua vida

Jesus Cristo apresenta-nos alguns tópicos para avaliar a nossa fé, a nossa amizade com ele: amá-lo mais do que tudo e todos; tomar a cruz para o seguir; praticar o acolhimento. A dinâmica da amizade com o Mestre orienta-se pelo critério do perder para ganhar: «Quem perder a sua vida por minha causa, há de encontrá-la». Ele é o modelo: deu a vida, por amor, para a nossa salvação.
18 de junho de 2020

Valeis muito mais

A missão confiada aos discípulos (já recordada no domingo passado) não está isenta de riscos e perigos. Perante as adversidades, o Mestre insiste na confiança: «Não tenhais medo... Não temais: valeis muito mais».
12 de junho de 2020

Testemunhas

O olhar compassivo de Jesus Cristo revela uma amizade gratuita e universal. Talvez, mais do que a pureza dos ritos e normas, mais do que a eloquência das palavras e da doutrina, seja necessário treinar o ‘ver’ com compaixão para alcançar uma amizade gratuita e universal.
11 de junho de 2020

Está perto o reino dos Céus

O Décimo Primeiro Domingo faz ressoar, em nós, as solenidades da Santíssima Trindade e do Corpo e Sangue de Cristo. É uma espécie de ‘resposta’ ao amor trinitário: «nós somos o povo de Deus».
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share