fruto

10 de dezembro de 2020

Vivei sempre alegres

«Vivei sempre alegres» — é este imperativo que faz do Terceiro Domingo de Advento (Ano B) o ‘domingo da alegria’. Não é a alegria um sinal da esperança? Não é a alegria um sinal da presença de Deus? Reconheço-a como um fruto do Espírito Santo, a melhor atitude «para dar testemunho da luz».
10 de julho de 2020

O primado de Deus

O Décimo Quinto Domingo (Ano A) inaugura a primeira das sete parábolas recolhidas no capítulo treze do evangelho segundo Mateus: nos próximos dois domingos são propostas três de cada vez. Nelas, Jesus Cristo dá a conhecer as características do reino dos Céus, o projeto divino para nós e para o mundo.