arte-evitar-pessoas-bannerarte-evitar-pessoas-banner

A arte de evitar pessoas!

Série para os domingos do Tempo Comum



Na série ‘A arte de evitar pessoas’ queremos refletir sobre o acolhimento, inspirados nas propostas bíblicas de cada domingo, desde a festa do Batismo do Senhor até ao início da Quaresma.


SABER MAIS

Laboratório da fé



"Cada um de vós pode encontrar dentro si mesmo a dialética feita de perguntas e respostas. Cada qual pode examinar as dificuldades que sente na fé e experimentar inclusive a tentação da incredulidade. Mas, ao mesmo tempo pode experimentar também uma gradual maturação na consciência e na convicção da sua própria adesão de fé. Com efeito, neste admirável laboratório do espírito humano, que é o laboratório da fé, sempre se encontram mutuamente Deus e o ser humano" (João Paulo II)

home_labfe_renovacao_play1home_labfe_renovacao_play

Renovação Inadiável



O Laboratório da fé apresenta um plano para fazer da paróquia uma comunidade viva, ativa e alegre, cheia de entusiasmo por Jesus Cristo. Chamamos-lhe ‘renovação inadiável’.


SABER MAIS
 

Ter uma só mensagem, ferramenta para a renovação da paróquia


O Laboratório da fé propõe que o plano de Renovação Inadiável se inicie com a ferramenta ‘Ter uma só mensagem’. É uma das dinâmicas para acelerar a ‘Participação ativa e criativa’, um dos seis passos do nosso ‘Caminho de Páscoa’.


SABER MAIS

Reflexões breves



18 de janeiro de 2020

Benevolência fora do comum

O acolhimento é uma virtude essencial no caminho da unidade. É outrossim um passo específico da renovação pastoral e paroquial. Começa dentro da comunidade cristã. Alarga-se a todas as pessoas. É a oração em ação, no servir e acolher a todos, sem fazer aceção de pessoas.
14 de janeiro de 2020

A lâmpada não se tinha apagado

O Senhor continua a alimentar a luz da sua presença, junto de nós. Pode ser ténue, é verdade, mas nesses momentos em que parece não se fazer ouvir ou estar ausente, talvez seja preciso abrir os olhos para perceber a «lâmpada» de Deus. E se te colocasses do lado de Deus, a tentar perceber a sua maneira de agir, de chamar, de estar presente, de se aproximar, de te acompanhar?
11 de janeiro de 2020

Tirar o pecado do mundo

O batismo no rio Jordão é uma epifania, uma manifestação do ser divino que se faz solidário com o ser humano. Uma solidariedade profunda com a carne humana, não uma carne ideal, mas a carne humana real, que tem em si a marca do pecado. O episódio assinala que Jesus Cristo assume o batismo de penitência para o perdão dos pecados.
7 de janeiro de 2020

Apontar a eternidade

A experiência do amor pode ser tão profunda até amar a existência do outro para além da morte. Isto leva-nos à essência verdadeira do amor humano, feito à imagem do Amor que é Deus: amo-te, amo-te a ti, porque eu sou assim. E por isso ser-te-ei fiel para além da morte. Só assim é que o amor aponta para a eternidade.
4 de janeiro de 2020

Por outro caminho

O Natal completa-se com a chegada a Belém de uns personagens misteriosos que trazem ouro, incenso e mirra: são os ‘Reis’ Magos. Um rei há que ser procurado no palácio da capital, ou seja, a casa de Herodes, em Jerusalém. Enganaram-se. Este Rei dos reis só será encontrado entre os pobres, na ‘menor’ cidade judaica.
31 de dezembro de 2019

A novidade está na bondade

‘Próspero Ano Novo’ chega quando acreditamos na potência da bondade. Quem crê no novo que brota da bondade, sabe que é possível avivar a esperança de uma vida feliz, de uma comunidade ativa e cheia de entusiasmo, de um mundo melhor. A bondade nunca é repetida, é sempre nova, sempre portadora de renovação.

Reflexões dominicais



16 de janeiro de 2020

Chamados à santidade

O Segundo Domingo (Ano A) continua o retrato já evocado no Batismo do Senhor. Somos «chamados à santidade». O cristão não pode «imaginar a própria missão na terra, sem a conceber como um caminho de santidade». O que fazer para ser santo? Conjuga o silêncio com a serviço, a oração com a ação.
9 de janeiro de 2020

Deus não faz aceção de pessoas

No domingo em que se celebra o Batismo de Jesus, a Escritura ‘desenha’ o retrato do Salvador. Ele, o Servo e Salvador, é «o Senhor de todos». Confirma que «Deus não faz aceção de pessoas». Revela a identidade de Filho de Deus atestada pela voz vinda dos céus e pela presença do Espírito Santo.
home_labfe_renovacao_play1home_labfe_renovacao_play

Em breve, vamos repor todos os conteúdos


Tivemos um contratempo com a nossa página. Pedimos desculpa pelo incómodo.


  • Reflexões.
  • Sacramentos.
  • Credo.
  • Recursos.

Novidades

Inscreve-te para receber as novidades do Laboratório da fé.