ESTA É A NOSSA FÉ

CREDO

Credo,

Todo-poderoso

A omnipotência de Deus é caracterizada no Catecismo da Igreja Católica como universal, amorosa e misteriosa. Tudo isto está condensado no «Credo» na afirmação «todo-poderoso». A omnipotência de Deus não se assemelha aos desejos humanos de poder, de querer subjugar os outros, às vezes, a todo o custo, recorrendo, se necessário, à violência.

Credo,

Creio no Espírito Santo

O «Credo» tem uma estrutura trinitária: divide-se em três partes, cada uma delas correspondendo a uma das Pessoas da Trindade: Pai, Filho, Espírito Santo. Estamos no artigo dedicado ao Espírito Santo. Tal como os outros, também este começa com uma afirmação de fé: «Creio no Espírito Santo».

Credo,

Deus Pai

«Creio em um só Deus, Pai». A primeira pergunta que — na fórmula batismal — se faz aos catecúmenos (adultos que se preparavam para celebrar o Batismo) ou aos pais e padrinhos no batismo de uma criança é: «Credes em Deus Pai?».

Credo,

Um só Deus

A primeira afirmação de fé, no «Símbolo Niceno-Constantinopolitano», é «Creio em um só Deus». Quando afirmamos «Creio em um só Deus» não estamos a afirmar que conhecemos tudo sobre Deus. Estamos a manifestar a nossa adesão pessoal ao Deus bíblico plenamente revelado em Jesus Cristo.

Credo,

Creio

A reflexão sobre o «Credo» limita-se, muitas vezes, a constatar que o texto é muito complicado… Não poderemos olhar de outra forma para as palavras que expressam a nossa identidade cristã?

Tens dúvidas sobre o Credo?

Queremos entrar em diálogo contigo!