Reflexões litúrgicas

11 de dezembro de 2020

Alegria de viver

Como é belo ser cristão! A alegria é o melhor sinal da presença de Deus, o sinal de que Deus está connosco. É um dom que se manifesta quando nos abrimos à presença do Senhor, permitimos que atue em nós o Espírito Santo. Começa como uma experiência interior. Como podemos renovar hoje esta alegria?
7 de dezembro de 2020

Tu és importante!

Maria é o modelo perfeito da humanidade capaz de dar resposta sempre positiva ao amor divino. A festa de hoje, a Imaculada Conceição, além de fácil admiração, há de provocar em nós total abertura à graça divina e a consequente transformação de mentalidade e de atitudes, em busca da vida.
4 de dezembro de 2020

Nova mentalidade

O Advento é caminho, não é inércia ou preguiça, mas dinâmica transformadora. Deus quer entrar em pleno no mais profundo do nosso ser, chegar ao núcleo mais íntimo de cada um de nós. Para isso é que enviou o seu Filho a assumir a nossa carne. Porque nos ama, porque nos quer ajudar a viver o propósito pelo qual fomos criados e viemos a este mundo.
27 de novembro de 2020

És uma missão

O Advento marca o ponto de encontro de um caminho bifurcado: o nosso itinerário até Jesus Cristo e a vinda de Deus à nossa humanidade. Deus rasgou os céus e desceu da forma mais admirável: fez-se carne, tornou-se humano como nós. Deus, o Criador, vem assumir a condição de criatura para nos oferecer a salvação, para nos mostrar o sentido da vida.
20 de novembro de 2020

Examinados pelo amor

Os «irmãos mais pequeninos» nos quais Jesus Cristo se torna presente e visível são os famintos, os sedentos, os nus, os peregrinos, os doentes, os prisioneiros... Todos os que praticam as obras de misericórdia, recebem o convite: «Vinde, benditos de meu Pai; recebei como herança o reino».
13 de novembro de 2020

A luz da eternidade

A luz da eternidade começa aqui e agora, em especial na relação com os outros. Em vez de olhar para os ‘talentos’ como capacidades ou dons, pensa neles como as pessoas de quem tens de cuidar, sem esquecer os mais pobres e frágeis. São eles que ditarão o ‘sucesso’ ou o ‘fracasso’ da tua existência terrena.
6 de novembro de 2020

Saciar a sede

O salmo deste domingo sugere uma metáfora espiritual muito forte para nos ajudar a refletir sobre o nosso encontro com o esposo. É a imagem dos noivos que se amam. É preciosa esta imagem da sede de estar juntos, o passar a noite a pensar no amado, o desejo de encontro, como a necessidade de azeite para alimentar o fogo do amor. É assim a minha relação com Deus?
30 de outubro de 2020

Até que a morte nos una

O mês de novembro, por vários motivos, tornou-se propício para recordar a nossa condição frágil e finita, associada à morte dos nossos familiares e amigos. Ainda bem que a Igreja, neste primeiro dia, nos convida a celebrar a santidade, a fonte e meta da nossa existência. Uns procuram a ‘amortalidade’, a morte da morte. Nós, cristãos, buscamos a imortalidade dos filhos de Deus.
23 de outubro de 2020

A caridade dá que fazer!

O amor a Deus e ao próximo tem mais possibilidades de germinar e frutificar em nós, quando, de coração agradecido, reconhecemos que somos amados, sempre e desde sempre. Isto enche-nos de paz e de alegria, invade-nos de um desejo profundo de testemunhar o amor. Há, portanto, um mandamento prévio ao amar a Deus e ao próximo: deixar-se amar por Deus.