Reflexões dominicais

27 de fevereiro de 2020

A palavra que sai da boca de Deus

A palavra de Deus possui uma força viva capaz de suscitar a conversão. Tomar como alimento essa «palavra que sai da boca de Deus» não anula a nossa debilidade, nem faz desaparecer a inclinação para o pecado. Mas dá-nos capacidade para enfrentar, com serenidade e fortaleza, as provações de cada dia.
20 de fevereiro de 2020

Amai os vossos inimigos

A relação fraterna é uma tónica nos ensinamentos de Jesus Cristo. Desta vez, a meta é radical. O cume da proposta está no amor incondicional: aponta uma atitude de perdão, de amor a todos, também aos que não são dignos desse amor. Um estilo de vida marcado pela paz, pelo perdão, pelo serviço, pelo amor.
13 de fevereiro de 2020

Reconcilia-te com o teu adversário

É difícil perdoar, sempre e a todos. O exercício do perdão tem situações e rostos concretos. Dar o primeiro passo para a reconciliação não é uma humilhação. É uma escolha poderosa. É necessária mais força para perdoar do que para ofender. A reconciliação é um ato sagrado.
6 de fevereiro de 2020

Apresentei-me diante de vós cheio de fraqueza

A fragilidade aproxima, é o que mais une as pessoas. Apresentar-se diante dos outros «cheio de fraqueza» é um ato tremendamente poderoso. Aproxima, gera empatia e acolhimento, transforma o estado de espírito, abre à esperança, renova a vida.
30 de janeiro de 2020

Sinal de contradição

A Apresentação de Jesus (no Templo) é das mais antigas do cristianismo. Jesus Cristo é apresentado como luz e sinal de contradição. Hoje, reconhecemos que é possível ver ‘luz’ na ‘contradição’ que é o sinal da cruz. O que seria o fracasso final torna-se em vitória do amor.
23 de janeiro de 2020

Não haja divisões entre vós

O Papa estabeleceu que este domingo «seja dedicado à celebração, reflexão e divulgação da Palavra de Deus». Ela «une os crentes e faz deles um só povo», faz passar «da dispersão e divisão à unidade». Este é o tempo da nossa missão, tempo aberto ao chamamento para anunciar o Evangelho.
16 de janeiro de 2020

Chamados à santidade

O Segundo Domingo (Ano A) continua o retrato já evocado no Batismo do Senhor. Somos «chamados à santidade». O cristão não pode «imaginar a própria missão na terra, sem a conceber como um caminho de santidade». O que fazer para ser santo? Conjuga o silêncio com a serviço, a oração com a ação.
9 de janeiro de 2020

Deus não faz aceção de pessoas

No domingo em que se celebra o Batismo de Jesus, a Escritura ‘desenha’ o retrato do Salvador. Ele, o Servo e Salvador, é «o Senhor de todos». Confirma que «Deus não faz aceção de pessoas». Revela a identidade de Filho de Deus atestada pela voz vinda dos céus e pela presença do Espírito Santo.
3 de janeiro de 2020

Da esperança à alegria

A Epifania é a manifestação de Deus a «uns Magos». Vista na perspetiva daqueles homens, pode-se apelidar esse acontecimento de «Festa dos Magos» ou «Dia de Reis». Mas o mais importante é que Deus se dá a conhecer e, neles, dá-se a conhecer a todos os tempos e culturas, até hoje.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share