Reflexões breves

5 de outubro de 2019

Semear esperança

‘Levantar-se’ e ‘multiplicar’ são duas ações que acompanham o «sair em missão com alegria» para «semear esperança». A primeira liga com o «sair em missão com alegria» a caminho das próximas Jornadas Mundiais da Juventude (Lisboa, 2022). A segunda aponta para os frutos da vida e da missão das comunidades (paroquiais) que aceitam a proposta de «semear esperança».
1 de outubro de 2019

Colocar Cristo no centro da vida

Ser ‘cristão com Cristo’ implica um sério e corajoso exame de consciência sobre o que está no centro da vida. Ao fazê-lo, talvez seja o «momento para dizer a Jesus Cristo: ‘Senhor, deixei-me enganar, de mil maneiras fugi do vosso amor, mas aqui estou novamente para renovar a minha aliança convosco’».
28 de setembro de 2019

Imagem de Deus

Para os crentes, há uma terceira história, que também é constitutiva do humano: a história que Deus quer fazer com o ser humano. Esta história não se sobrepõe às outras histórias, já que o natural e o pessoal são a condição de possibilidade da história divina. E, ao mesmo tempo, a história divina é aquela para a qual tendem a natural e a pessoal.
24 de setembro de 2019

A grandeza da meta

Exortar a pôr-se na presença de Deus equivale a tomar consciência de uma presença que já acontece nesse momento. Contudo, trata-se de uma presença ‘estranha’. Porque não é uma presença igual à que acontece quando estamos perante outra pessoa. Nem sequer é uma presença como a que se dá diante de alguém distante ou invisível.
21 de setembro de 2019

Confiar no Deus da salvação

E se a experiência da escuta não consistir numa mudança dos acontecimentos, mas numa mudança no orante? O simples facto de colocar as nossas necessidade nas mãos de Deus, o simples facto de dizer a Deus o quanto precisamos dele, é já um modo de nos situarmos de outra maneira perante a vida e as circunstâncias.
17 de setembro de 2019

Encontro pessoal com Jesus

«Se nos próximos anos não se promover nas nossas paróquias e comunidades um clima de conversão humilde e alegre a Jesus Cristo, facilmente veremos como a fé se extinguirá aos poucos entre nós e como o nosso cristianismo multissecular se diluirá em formas religiosas cada vez mais decadentes e sectárias, e cada vez mais afastadas do movimento de seguidores inspirado e desejado por Jesus».
14 de setembro de 2019

Pai com entranhas maternas

A palavra humana não abarca a totalidade de Deus. As nossas expressões são sempre uma tentativa de aproximação à essência divina. É sugestivo que o Credo designe como ‘Pai’ e recorre às características próprias da maternidade: a que gera, a que dá à luz, a que transporta a criança no seu seio, é a mãe, embora evidentemente o pai também intervenha na geração.
10 de setembro de 2019

Jovens, vós sois importantes

A importância está precisamente em conjugar, na forma ativa, o presente e o futuro. Convocados, quando se lhes dá a possibilidade de colocarem as mãos e os pés no ‘aqui e agora’, os jovens são «promessa de vida», mostram que é possível o sonho de uma ‘renovação inadiável’. Urge convocá-los para traçar no presente essa promessa cheia de esperança.
7 de setembro de 2019

Partir de dentro

O nosso tempo carece de silêncio, somos ‘analfabetos do silêncio’. Nós, todos somos agentes de ruído, precisamos de escutar «a palavra que leva ao silêncio», promover o silêncio exterior e educar para o interior. Um e outro colocam-nos na experiência do assombro, no espanto da vida, na beleza da criação, na descoberta do divino que habita o centro do ser. É a partir de dentro, a partir de ‘si’ que se inicia o ‘silêncio’.
instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share