Laboratório da fé

25 de abril de 2020

Terceiro Domingo da Páscoa, Ano A

O desânimo e a tristeza podem dar lugar ao entusiasmo e à alegria? Sim, mas não temos uma solução mágica. O testemunho do cristão é estar mergulhado nas dificuldades da vida quotidiana com «renovada juventude da alma».
24 de abril de 2020

Nunca sozinhos

O desânimo e a tristeza podem dar lugar ao entusiasmo e à alegria? Sim, mas não temos uma solução mágica. O testemunho do cristão é estar mergulhado nas dificuldades da vida quotidiana com «renovada juventude da alma».
23 de abril de 2020

Os caminhos da vida

O desânimo e a tristeza podem dar lugar ao entusiasmo e à alegria? Sim, mas não temos uma solução mágica. Redescobrir a presença do Ressuscitado permite recordar os acontecimentos e perceber o quanto já «ardia o nosso coração». Deixamos de ser resignados ou revoltados, para viver como ressuscitados. Nunca sozinhos!
21 de abril de 2020

Um plano para ressuscitar

‘Um plano para ressuscitar’ consiste em discernir como fazer palpitar a «vida nova que o Senhor quer gerar neste momento concreto da história». O Espírito do Ressuscitado, capaz de «fazer novas todas as coisas», pode sempre renovar a nossa vida e a nossa comunidade. Deixa-te interpelar por tão nobre desafio: como posso pôr em marcha ‘um plano para ressuscitar’?
18 de abril de 2020

Ressuscitado com chagas

O que foi crucificado é o mesmo que foi ressuscitado por Deus. Esta igualdade fica confirmada pelas chagas. E significam algo mais: são expressão de identidade, ou seja, pertencem ao seu novo ser de ressuscitado. Dito de outro modo: ao vencer a morte, não abandona o caduco da existência mortal; a debilidade da carne mortal é assumida na glória do corpo ressuscitado.
18 de abril de 2020

Segundo Domingo da Páscoa, Ano A

Este é o Domingo da Oitava da Páscoa. O primeiro dia da semana. O dia do encontro do Ressuscitado com a Igreja reunida, na casa dos cristãos, como outrora no Cenáculo, na sala da Última Ceia.
17 de abril de 2020

Vitória na palma da mão

A paz e a alegria são a janela que abrimos neste segundo episódio da ‘série’ pascal: proporcionam a serenidade interior de quem está habitado por Jesus Cristo; restabelecem a harmonia na relação com Deus, consigo mesmo, com os outros, com a Criação.
16 de abril de 2020

A paz esteja convosco

A tarde daquele primeiro dia volta a transformar o medo em alegria. Jesus Cristo vem escancarar as portas do nosso coração, em especial quando nos encontramos «com medo», inseguros quanto ao futuro. Ele repete: «A paz esteja convosco».
14 de abril de 2020

A ‘última’ verdade

A ressurreição reinterpreta toda a existência terrena de Jesus de Nazaré, «que passou fazendo o bem e curando a todos» (Atos 10, 38), e faz compreender a ‘última’ verdade mais profunda da história da salvação: a última palavra não é nossa e, muito menos, dos poderosos deste mundo; a última palavra é de Deus. Essa Palavra é Jesus de Nazaré, morto e ressuscitado, vivo para sempre.