Laboratório da fé

11 de setembro de 2020

Perdoar 70×7

A comunidade cristã toma como fonte inspiradora o comportamento divino: «Não está sempre a repreender, nem guarda ressentimento. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos castigou segundo as nossas culpas». É um salto de qualidade que supera a rigidez da justiça humana e a dureza inflexível da vingança para mergulhar na dinâmica do perdão.
10 de setembro de 2020

Pertencemos ao Senhor

Não há limite para o perdão?! Jesus Cristo diz-nos que não faz sentido fazer contas. A comunidade cristã caracteriza-se pelo perdão mútuo e incondicional. Perdoar sempre sem se cansar. Perdoar sempre a todas as pessoas e em todas as circunstâncias. Perdoar é uma alternativa saudável, é um salto de qualidade na vida pessoal e comunitária.
8 de setembro de 2020

Viver a missão com alegria e paixão

A alegria e a ação de graças, nestes tempos conturbados, podem-nos estimular a abrir o nosso coração à esperança, pois sabemos que Deus não abandona os seus filhos. Como diz Maria, Deus estende a sua misericórdia de geração em geração. Cada um de nós, impulsionado pelo Espírito Santo, pode viver a própria missão com esperança, com paixão, com fé generosa, com ardente caridade.
5 de setembro de 2020

Vigésimo Terceiro Domingo, Ano A

O Vigésimo Terceiro Domingo (Ano A) convida a refletir sobre a dinâmica que há de presidir à vida comunitária. Para aprimorar a vida em comunidade e promover a perfeição evangélica, o Mestre propõe a correção fraterna. Eis uma prática a redescobrir!
5 de setembro de 2020

A bússola da vida

A caridade é a essência divina (Deus é amor; Deus é misericórdia), está entre as três maiores virtudes, constitui o centro do Evangelho, configura a nossa identidade de batizados e ressuscitados, precisa de ser a bússola que nos orienta em todos os momentos, o rosto dos nossos estilos de vida. Vamos implementar uma ‘cultura da caridade’ que veja mais além das assistências ocasionais ou das campanhas esporádicas de donativos!
4 de setembro de 2020

Correção fraterna

Deus criou o ser humano para a fraternidade e o amor. E convida-nos a ser guardiães dos nossos irmãos. Por isso, na comunidade cristã, todos somos custódios uns dos outros, certos de que a presença de Jesus Cristo ocupa o centro da fraternidade: «onde estão dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles». Sem isto não é possível entender a proposta evangélica de correção fraterna.
3 de setembro de 2020

Estou no meio deles

O Vigésimo Terceiro Domingo (Ano A) convida a refletir sobre a dinâmica que há de presidir à vida comunitária. Cada membro da comunidade assume a missão de ser apóstolo do amor fraterno. Para aprimorar a vida em comunidade e promover a perfeição evangélica, o Mestre propõe a correção fraterna. Eis uma prática a redescobrir!
1 de setembro de 2020

Responder ao ‘grito’ da terra

«Jubileu pela Terra: novos ritmos, nova esperança» é o tema da edição deste ano de dois mil e vinte do ‘Tempo da Criação’, iniciativa que une cristãos de todo o mundo com o propósito de mostrar como amar a Deus e ao próximo através da Criação. As atividades podem incluir uma missa especial, uma peregrinação, iniciativas de sensibilização e práticas de sustentabilidade que respondam ao ‘grito’ da Terra.
29 de agosto de 2020

Vigésimo Segundo Domingo, Ano A

Há uma tentação muito forte em ignorar todas as palavras relacionadas com cruz, sacrifício, renúncia, sofrimento, morte. Contudo, elas pertencem ao coração da mensagem cristã.